Personal Stylist, Ana Costa

A Aninhas (como carinhosamente nós, os amigos, a chamamos) foi o meu braço direito e o esquerdo quando decidi abrir a Bride to Be. Sofreu comigo as dores de parto, saboreou as vitórias e ficou triste com as derrotas. E, estou-lhe muito grata.

Conheço-a há mais de 10 anos, já vivi com ela muitas aventuras. Ex Assistente de Bordo, fui com ela em tantas estadias, que perdi a conta. Tantas idas a NYC só de dois dias, para ir passear e fazer compras. Descobriu uma nova paixão no mundo da moda e deixou a aviação, porque a vida tem de ser vivida de forma intensa e os sonhos não podem ficar por realizar.


Formou-se em Fashion Industry & Image Consultant e desde o dia 1 da Bride to Be é a nossa Stylist, colabora com as nossas noivas, amigas e familiares a escolherem o outfit perfeito para o grande dia.

Apresento-vos, Ana Costa, sigam o seu trabalho em Anna Costa e Strong

Apresenta-te (fala-me um pouco da tua vida pessoal, filhos, cães, gatos..)

Sou a Ana Costa, tenho 44 anos (quase 45) e sou mãe de um menino de 10 anos (uma peste) que é o menino dos meus olhos, o meu companheiro.

Gostava muito de ter um cão, até porque ele me pede muito, mas durante muitos anos a vida profissional não era compatível com o ter um animal em casa, mas agora está nos planos. Para breve.

Como começaste a trabalhar nesta área?

O Styling, surge como um plano B a determinada altura da minha vida, quando a empresa onde estava não atravessava os melhores dias, e eu senti a necessidade de à semelhança de outros colegas, arranjar uma solução se as coisas corressem menos bem.

No fundo foi juntar o útil ao agradável, ou seja, sempre gostei de “trapos” e de transformar jeans em saias, tive a sorte de durante alguns pares de anos ter costureiras que trabalhavam para a empresa do meu pai, e eu assim podia andar sempre a fazer alterações daqui e dali.

Quando era mais nova devorava e colecionava revistas de moda, e passava horas a sonhar com o que ali estava, e o facto de poder criar o que ali via em editoriais, no fundo acho que sempre gostei de criar

Trabalhaste sempre nesta área?

Como disse, o Styling surge mais ou menos há 2 anos. Durante 17 anos estive ligada

à aviação, 3 anos numa companhia de voos charter e 14 anos na Tap Portugal. Durante a faculdade e depois ainda, dei aulas de Ginástica Rítmica no Sport Algés e Dafundo, onde também fui atleta. Mas já fiz de tudo um pouco, uma das experiências que nunca vou esquecer, foi a participação na Expo’98, onde fui responsável de loja (souvenirs). Foi uma experiência muito boa.

O que mais gostas no teu trabalho?

Gosto de brincar com as roupas, de brincar com as texturas dos vários tecidos e de poder construir um “boneco”, gosto da versatilidade das peças e de poder mostrar que não se está só bem vestida com roupas caras. Que o mix&match está ao alcance de todos de uma forma divertida.

Viagem de sonho?

Ui…

Depois de ter andado tantos anos ligada à aviação, confesso que nestes tempos uma simples ida ao Alentejo me enche a alma, mas as minhas cidades serão sempre, Paris, a cidade do Amor, e Nova York, a cidade que nunca dorme (cliché), mas talvez possa dizer que ainda quero ir a Mikonos, assistir ao pôr do Sol.

Se pudesses escolher alguém para viveres um dia inteiro, quem escolhias?

O Meu Filho.

Que personalidade nacional e internacional admiras?

Nacional, o Prof.Marcelo o nosso Presidente que mostra a todos ser uma pessoa normal como todos

Internacional, o Papa Francisco, pela sua atitude perante todos, a sua frontalidade

Projectos para o futuro?

Bom, tenho um projecto a Strong, com t-shirts e bijuteria, mas o meu melhor projecto é o Meu Filho, quero formar um ser humano livre, mas com valores para Vida.

E ser Feliz, é isso. Obrigada :)



0 visualização